O poder do sal grosso

Um comentário


 Desde a Antiguidade o sal é utilizado pelos homens, que o consideravam uma dádiva dos Deuses. Tanto que foi associado à religião e a bruxaria em oferendas, magias e banhos.
Na Antigüidade era oferecido aos deuses, era usado pelos sacerdotes tanto em liturgias religiosas como em cerimônias mágicas, como para afastar os demônios. Os assírios utilizavam-no nos cultos religiosos.
No antigo Egito, o sal foi considerado matéria sagrada e era usado como produto sagrado, sendo feitas oferendas de sal aos Deuses.
Cleópatra era conhecida por sua beleza e famosa pela aparência jovem, mesmo após envelhecer. Dizem que o verdadeiro segredo da sua pele brilhante foi o efeito anti-envelhecimento causado pelos banhos com o Sal do Mar Morto.O sal do Mar Morto é usado terapeuticamente no mundo todo, para ajudar a pele a ser firme, saudável e conservada. Também é famoso porque alivia dores musculares.






Os romanos consideravam o sal um símbolo de sabedoria, e por isso usavam-no num ritual aos recém-nascidos: derramavam sal sobre eles para que não lhes faltasse sabedoria
Ainda hoje, na Páscoa Judaica, no Pessach, as batatas e os ovos cozidos são regados com água salgada. Tal simboliza as lágrimas derramadas pelos judeus na travessia do deserto, durante a fuga do Egito.
Para os gregos, hebreus e árabes o sal é considerado o símbolo da amizade e hospitalidade, sendo que na Arábia comer sal acompanhado é considerado uma ação sagrada.
No médio oriente acredita-se que quando duas pessoas comem sal juntas, formam um vínculo. Por isso, usa-se sal para selar um contrato
Em Marrocos deita-se sal nos lugares escuros para espantar os maus espíritos.
Em Laos e Sião, as mulheres grávidas lavam-se diariamente com água e Sal, para proteger-se contra as maldições.
Nos países Nórdicos, coloca-se Sal junto ao berço das crianças, para as proteger.
No Havaí, a pessoa que volta de um funeral polvilha sal sobre si mesma, para garantir que os maus espíritos que acompanhavam o defunto não a sigam para a casa.
 No Japão, o sal “shio” é considerado um purificador. Os Japoneses têm a seguinte lenda: o grande Kami Izanakino-Mikoto, desejou que sua mulher fosse levada para um lugar distante, sentindo a falta dela e arrependido por ter feito aquele pedido, foi purificar-se nas águas do mar. Os japoneses têm o costume de deitar sal na soleira da porta de suas casas depois de alguém não desejado ter saído. Os lutadores de sumo, para a luta ser leal, deitam sal no ringue. Também se espalha sal no palco antes de uma apresentação para evitar que os maus espíritos joguem pragas sobre os actores.

O sal é amplamente utilizado no esoterismo, em vários rituais de magia, pois tem uma função purificadora, seja ele usado sozinho seja em conjunto com outros produtos.
O banho de sal grosso remove as energias negativas que vamos acumulando no dia a dia.
Mas não podemos esquecer, que o sal é tão funcional ao ponto de remover toda energia sua, inclusive a positiva.
Ai esta o segredo, você precisa repor a energia positiva, com óleos ou cremes de ervas e incensos de lavanda e alecrim.

Não é recomendado fazer sempre o banho de sal grosso, o ideal é fazer a cada mês, ou quando se sentir carregado de energias ruins e estiver se sentindo cansado a toa.
De preferência para os banhos na fase da Lua Cheia, utilize velas no banheiro, e se quiser ativar sua intuição, apague as luzes do banheiro.

No próximo post, algumas dicas para a utilização do sal grosso na limpeza da casa e do corpo.

Beijocas
Deisy



Um comentário :

  1. ADOREI!!!
    SOU VIDRADA NESSAS COISAS DE EXOTERISMO, TODA QUINTA PASSO AQUI DE CERTEZA!

    ResponderExcluir

www.modosemoda.com.br

Desde 11 de maio de 2009.